Estreia | Tal mãe tal filha | Mãegnífica
Para assistir

Estreia | Tal mãe tal filha

21 de julho de 2017

A descoberta de uma gravidez, seja ela planejada ou inesperada, é sempre bem vinda. Mas para Avril, uma mulher de 30 anos, casada, com emprego fixo e muito organizada a gravidez pode ser um baita problema.
Não a sua.
A da sua própria mãe. Mado é uma eterna adolescente irresponsável e petulante, que vive às custas de Avril desde o seu divórcio. Mas quando as duas mulheres se veem grávidas ao mesmo tempo e sob o mesmo teto, o choque é inevitável. Porque, se Mado, em plena crise de juventude, não está pronta para ser avó, Avril, por sua vez, tem grande dificuldade de imaginar sua mãe … mãe.
A estreia do filme francês, dirigido por Noemie Saglio, é um dos destaques no Festival Varilux de Cinema Francês.

A ideia de Tal mãe, tal filha surgiu quando a diretora e roteirista, Noemi Saglio, leu em uma revista feminina que a mãe de uma leitora havia feito a afronta de engravidar ao mesmo tempo que ela. Dessa forma, junto de Agatha Pastorino, Noemi Saglio escreveu o argumento do filme.
Enquanto procuravam uma história sobre mulheres, que tanto fizesse rir quanto emocionar, as diretoras encontraram o testemunho da jovem mãe e concluíram que era o ponto de partida ideal para um filme e assim começaram os trabalhos. Iniciaram as pesquisas e perceberam que esses casos de mães e meninas grávidas ao mesmo tempo eram bastante comuns, especialmente na Grã-Bretanha, em círculos populares.

Filme tal mãe tal filha

A California Filmes traz para o Brasil “Tal mãe tal filha” que quero conferir assim que estiver disponível em Campo Grande. Achei muito gostosa a ideia desenvolvida pela Noemi e Agatha, aqui é a mãe que é desmiolada, com comportamentos de uma adolescente desmiolada. Uma mulher meio maluquinha, confusa, hippie e totalmente diferente à sua filha, que é muito meticuosa, muito clássica, muito responsável, inclusive pelo sustento, não somente de sua sua mãe, mas também de seu namorado.
E, apesar de toda diversão e discrepância, as diretoras não deixaram de lado a ode à maternidade, por isso, se hábrigas intermináveis, elas são, sem qualquer amargura ou pitada de maldade. Além de seus conflitos, essas duas mães se adorariam, seriam tão inseparáveis quanto irmãs siamesas. Disputas, exasperações, protestos, sim, mas sempre mergulhados em ternura, sempre com relevações do passado.

Esse filme é dirigito a todos! E, talvez, especialmente às mulheres. Eu não deveria dizer isso porque é redundante! A gente nunca diz que um filme de namorado é para casais de namorados! Basicamente, quero que este filme faça com que as filhas deem beijos em suas mães e com que as mães cuidem de suas filhas. E, também gostaria que ele fizesse com que todos, rapazes e moças, compreendessem, que em matéria de amor, nada se perde, que não há idade para encontrar o “outro” e refazer a sua vida.

— Noemie Saglio

Tal mãe tal filha é um “filme de amigos”, mãe-filha e uma comédia de recasamento. Uma comédia “riso-choro”, trançada de humor e de emoção, porém sem excesso de emoção.
Você pode conferi-lo nos principais cinemas do Brasil.

Estreia | O reino gelado 2 + sorteio
Conheça a série "Orange Is The New Black"!
 

Você também pode gostar de

Nenhum comentário

Deixe seu comentário